sábado, 3 de agosto de 2013

Caravana de Artistas, Estudantes e Artesãos aurorenses participam da 1ª Conferência Intermunicipal de Cultura na cidade de Brejo Santo

Da Redação


Com o tema "Uma política de Estado para a cultura: desafios do sistema nacional" aconteceu na última sexta-feira(02 de agosto) durante todo o dia na cidade de Brejo Santo, a 1ª Conferência Intermunicipal de Cultura do Cariri Oriental envolvendo oito municípios da região - Abaiara, AURORA, Barro, Brejo Santo, Jati, Milagres, Porteiras e Penaforte.
A abertura oficial foi feita através da boa apresentação da orquestra de flautas 'doce melodia' Profª. Lêdian Miranda Petrônio da cidade de  Porteiras. Seguida do coral 'Vozes da Minha Terra' de Brejo Santo. Na sequência, ocorreu a composição da mesa pelos prefeitos, vereadores, secretários municipais e autoridades convidadas. Logo depois, houve a execução dos hinos Nacional  e de  Brejo Santo, a cargo da banda de música local - maestro Olívio Lopes Angelim.  Após o intervalo para o almoço os jovens repentistas aurorenses: Edivânio, Alex Luna e Vicente Bié fizeram uma rápida apresenta no local do evento. Também esteve presente o mestre rabequeiro de cultura aurorense o Sr. Antonio Pinto Fernandes de 92 anos de idade.
Uma iniciativa, além de pioneira, das mais importantes em se tratando de mobilização, no aspecto da política de articulação cultural do Cariri, conforme opinou o secretário de Aurora o professor José Cícero. As conferências são exigências básicas para que os municípios do país inteiro possam fazer a sua parte no processo de habilitação legal para participarem do sistema nacional de cultura, que institucionalizará o financiamento cultural brasileiro, após a aprovação no Congresso da PEC 150 que trata do tema.
"Um acontecimento realmente magno no contexto político e cultural da nossa região  que evidencia  principalmente para os governos o quanto estamos unidos, atentos, engajados e vigilantes no sentido  de fazer com que a cultura aconteça de fato e de direito no nosso interior. De modo que esta luta, não tem tempo para terminar", disse.
Além de prefeitos, vereadores e secretários municipais dos oito municípios envolvidos, o evento também reuniu representantes das áreas governamentais e da sociedade civil organizada. Assim como, uma verdadeira multidão de  artistas, ativistas culturais, mestres de cultura, artesãos e formadores de opinião dentre outros.
Representando a secretaria de cultura do Estado, a senhora Aline Lima proferiu a palestra-tema, além de participar, inclusive, das discussões de grupos. Tirando dúvidas sobre variados assuntos, em espacial, acerca dos pontos de cultura, a implantação do SNC e da política de editais do governo estadual.
 Para os trabalhos em grupos a platéia foi dividida em 4 eixos temáticos que são bases na 3ª Conferência Nacional de Cultura, fundamentados nas diretrizes e nas metas do Plano Nacional de Cultura e das políticas estaduais, com o objetivo estratégico de construir propostas para a 3ª Conferência Estadual em Fortaleza(13,14 e 15) e para a Nacional em Brasília. 
Após a aprovação plenária das resoluções e propostas ocorreu a escolha dos delegados de cada município participante obedecendo os ritério da proporcionalidade. Além do secretário, os dois delegados eleitos para representarem  Aurora na etapa estadual  foram: João Paulo( sociedade civil) e João Silva( setor governamental). 
Sob a articulação da Secult-Aurora e o apoio total do prefeito Adailton Macedo, um grande número de conferencistas aurorenses, na sua grande maioria formado por artistas, artesãos, estudantes e funcionários da pasta  participaram ativamente do acontecimento. De modo que Aurora esteve muito bem representada,, especialmente durante as discussões pertinentes aos eixos-temáticos  divididos na ocasião entre os grupos de trabalho.
Toda a  logística do evento foi realizada através do município-sede, o fórum de turismo e cultura do Cariri com a realização da empresa de consultoria e assessoria 'Convida', em parceira com os demais municípios participantes.
 --------------------
Sobre a PEC 150:
Caso a emenda seja aprovada, os recursos destinados à cultura pela União passam de 0,6% para 2% do orçamento federal, o que significa, em moeda, um aumento aproximado de R$ 1,3 bilhão para R$ 5,3 bilhões. A PEC 150 também propõe uma porcentagem fixa de investimento em cultura para governos dos estados e do Distrito Federal -1,5% – e dos municípios -1%. Hoje, essa vinculação mínima sequer existe.
------------------
Da Redação do Blog de Aurora e da Secult-Aurora.
LEIA MAIS EM:
e no Facebook

Nenhum comentário:

Google+ Followers